segunda-feira, 17 de agosto de 2009

PREVENÇÃO DO TROMBOEMBOLISMO VENOSO NO PACIENTE GERIÁTRICO



O tromboembolismo venoso, incluindo a trombose de veias profundas e a embolia pulmonar é a terceira causa de morte por problemas cardiovasculares após Um acidente vascular cerebral (AVC) ou infarto agudo do miocárdio.

O número de incidentes dessa matureza envolvendo idosos é de 10 a 20 vezes maior quando comparados aos jovens. Isso ocorre pois com o aumento da idade, ocorrem condições crônicas que aumentam essa prevalência além do maior número de hospitalizações por doenças agudas.

Os principais fatores que precipitam a trombose venosa constituem a chamada Tríade de Vircow que se trata de uma teoria elaborada pelo patologista alemão Rudolf Virchow (1821-1902). A tríade é composta por três categorias de fatores que contribuem para a trombose venosa: lesão ao endotélio vascular, alterações no fluxo sanguíneo e alterações na constituição do sangue (hipercoagulabilidade).

A profilaxia medicamentosa é sem dúvida a principal forma de lidar com esse grande vilão, no entando existe também a preveção mecânica a qual é realizada principalmente com exercícios para tornozelo e panturrilha. Os mesmos devem ser encorajados sempre que o paciente necessite ficar no leito.
Manuela Belo Franco Bárbara
Fisioterapauta Pós-graduanda em fisioterapia geriátrica pela FCMMG-MG
Saiba mais:


Um comentário:

  1. Hum...amiga, adoro seu blog...você sabe né,preciso demais das suas informações.

    Abraços

    Hugo

    ResponderExcluir